quinta-feira, 29 de março de 2012

Me deixa?


Me deixa entrar na sua vida bagunçada, que juro nem ligar para os destroços deixados pelos cantos. Me permite te olhar nos olhos, que prometo não reparar no cansaço deles. Me deixa chegar devagar, sem avisos prévios; mas me promete que ficará, que lhe garanto não te machucar.
Só te quero reparar nos mínimos detalhes, mas não vou te julgar. 
Me deixa ver suas covinhas que sorriem junto com seu riso, e juro que sorrirei das suas piadas maliciosas. Me deixa te fazer cafuné, e lhe prometo que não falarei mal dos teus cabelos. Me deixa te abraçar de verdade, que juro não te apertar demais. Me deixa te ligar na madrugada e te pedir pra ir na sua casa, que prometo ficar quietinha enquanto te olho dormir. 
Só te quero sentir o mais próximo possível, mas juro não ficar no seu pé todo minuto. 
Me deixa te morder no braço, que juro não deixar roxo. Me deixa te ouvir cantar, que prometo lembrar de cada palavra melodiosa. Me deixa chegar mais perto, e prometo te cozinhar a melhor macarronada do mundo. Me deixa te segurar quando for cair, e juro que não lhe soltarei nos seus piores dias.
Só te quero bem. Juro, meu bem.

Um comentário:

  1. Um dos mais simples e mais lindos do blog. Parabéns.

    ResponderExcluir

ShareThis